“Mas aquele que perseverar 
        até ao fim será salvo.”                                              
Jesus 

A qualidade com que desempenharmos o que nos foi confiado é que faz a diferença, não necessariamente a tarefa em si. Disse Jesus: “As obras que eu faço em nome de meu Pai, essas testificam de mim.” João, (10:25) 


Já Emmanuel afirma: “... o que diríamos de um Salvador que estatuísse regras para a Humanidade, sem partilhar-lhe as dificuldades e impedimentos? Iniciou a missão divina entre homens do campo, viveu entre doutores irritados, pecadores rebeldes e uniu-se a doentes. Pensa um pouco”.


Como acontece, involuntariamente, os artigos vão sendo encaminhados sem nenhuma prévia de pauta. A coerência de assuntos pertinentes se entrelaçam intensificando o fato de que a Espiritualidade Superior dirige e coordena cada edição, convergindo situações e destacando na Doutrina, a sua contextualidade ao estudo pertinente.


Com gratidão pelo caminho percorrido, é que publicamos a Revista Doutrina nº7, que tem como tema a Confiança, base da incansável busca do aperfeiçoamento moral e do entendimento da relatividade entre vida eterna e morte do corpo físico. Questões como eutanásia, distanásia, ortotanásia, vêm se agravando dia a dia. Veja em Os Mistérios da Morte e em Ética Humana, Como Morrer Dignamente.


O filósofo Henri Bergson nos diz que: “a força para a superação individual está no espírito”, já Cesare Beccaria, afirma que: “melhor é prevenir o delito do que punir o infrator”. Caírbar Schutel, o notável cidadão de exemplos continuados evolui o tema para a análise da extrema ação: A Pena de Morte.


Leia, em Literatura Singular: Os Estoicos, e descubra que o cerne desta filosofia reside no conceito de que não existe maior autoridade do que a razão. Por isso, em Homenagem Especial, exaltamos o codificador da Doutrina, Allan Kardec, suas Reflexões e Máximas. 


Em Princípios Cristãos, destacamos São Lucas, O Médico de Homens e Almas. Já, em As Missionárias, Maria João de Deus adverte que é preciso viver com serenidade na paz de nossas consciências. E, Você Sabia que Chico Xavier e Waldo Vieira entrevistaram André Luiz? Confira, nesta edição!


No limiar da Diferença entre a Realidade e Crenças, O Espiritismo Diante das Verdades Bíblicas nos faz retroagir até A Visita dos Magos. Em Refletindo o Evangelho, temos o artigo No princípio era o Logos: Qual o Verdadeiro sentido de JOÃO 1:1? 


Em Filosofia das Religiões, abordamos a Medicina, Espiritualidade e Filosofia. Em Ciência, temos Charles Richet, o Apóstolo da Ciência e do Espiritismo, que desvendou o desconhecido mundo dos fenômenos anímicos. Confira!
Em Virtudes, O Poder do “Amar-se” e As Várias Inteligências, nos despertam para a percepção de Um Aspecto Peculiar da Mediunidade. 


Atente ainda em Os Animais no Mundo Espiritual e veja em Cinema em Foco, Paranorman, a espetacular e complexa animação que aborda A Mediunidade Infantil, envolvendo mortos-vivos amaldiçoados por uma velha bruxa. Missão que exige de um menino paranormal, responsabilidades doutrinadoras.


O Vampirismo Telúrico, atitude vampiresca em relação ao planeta, devastando-lhe as matas, poluindo-lhe a atmosfera no desencadeamento de ambições desmedidas, alerta-nos para O Suicídio Indígena, que se alastra em solo brasileiro. É preciso Desconstruir o Suicídio.


A Cura da Depressão pelo Magnetismo e o Comprometimento são ferramentas aliadas para se obter saúde. Mas O que é saúde e o que é doença à luz da Doutrina Espírita? A Esquizofrenia pode ser tratada na dimensão do espírito? Entenda A Medicina e a Espiritualidade; A Deficiência Física, Espiritualidade e Religiosidade; Deficiência Física, Espiritualidade e Religiosidade. Não é coincidência: são Lemas e Dilemas atuais e importantes. Nunca houve tanta procura pelo sentido da vida, pela compreensão da relatividade entre A Alma e o Corpo, Os Mistérios da Morte, O Nosso Destino e o Porquê da Vida. 


A Terapêutica da Obsessão pela Música Espiritualizada é elevação... A música vai do coração ao Espírito; a pintura, do pensamento ao coração. O “Conhecer-se a si mesmo” é compreender a verdade e iluminar o próprio caminho com a luz da sabedoria! Em Autoajuda, concluímos que há várias formas de perceber e de sentir a vida. Viva o hoje!  
 

Tudo está subordinado ao tempo de Deus. A dor física culmina ao despertamento; a dor da alma é redenção e resignação. É fundamental seguirmos adiante, frente aos infortúnios e recomeçar no momento presente. Contando Até Dez, aceitando a relatividade da Paciência e do Tempo, sentindo que Todos Somos Um. Chegou a hora de Cambiar para um Novo Modelo de Vida. O Trabalho não cessa, em ambos os lados da vida. Emocione-se em Ação Solidária. Conheça o Instituto Amigos do Coração, em Missão no Pantanal. Impactante trabalho social, onde o amor ao próximo não conhece fronteiras ideológicas ou religiosas.


Com este espírito de missão cumprida, certa de que a elevada compensação para os desígnios celestes, é seguir adiante nas responsabilidades com humildade e gratidão pela oportunidade de ser cocriadora com uma parcela pequena e ínfima de caridade, na redentora possibilidade de servir ao Cristo Jesus! 


Finalizo com Paulo, (I Coríntios, 15:37), que exemplifica a necessidade dos pontos de partida, as requisições justas de trabalho, dos lugares próprios, e dos tempos adequados. “E, quando semeias, não semeias o corpo que há de nascer, mas o simples grão de trigo ou de outra qualquer semente.”

Fiquem em paz, e até 2018!
Andrea Melleu  | Editora

Editorial Ano II, Nº 7  |  Confiança!

Singular Publicações | Ampliando o conhecimento, a percepção e a consciência.

@ Todos os direitos reservados